BLOG

Controle de maneira eficiente as operações comerciais de sua empresa definindo metas de vendas, comissões, inventários, demandas de compra, financeiro e muito mais.

Como fazer um planejamento financeiro para sua empresa?

Quando se fala em controlar as finanças de forma eficiente nas pequenas empresas, alguns empreendedores menos preocupados com o financeiro das suas empresa pensam que isso é impossível. De certa forma, no início demanda de um esforço grande para ser criado e mantido, mas depois de incorporado às rotinas do profissional, irá colaborar para que ele tome decisões mais assertivas sobre o seu negócio.

De fato, essa mudança inicia no planejamento financeiro. Aqui, são definidas diretrizes que irão guiar todas as ações da empresa nos próximos meses ou ano. Trata-se, portanto, de um documento essencial para o sucesso do negócio de sucesso.

Para auxiliá-lo na sua elaboração, trouxemos algumas dicas práticas para você que está iniciando este controle:

 

1) O SEU PLANEJAMENTO FINANCEIRO JÁ ESTÁ ATRASADO

Sempre é tempo de planejar, replanejar, executar, mensurar, corrigir, agir. Se o seu negócio ainda não tem um plano de finanças, você está um pouco mais atrasado do que muitos dos seus concorrentes, que já realizam esta gestão.

O seu primeiro passo é fazer um orçamento anual, com base total em seu histórico. Consulte os valores médios de entrada e de saída de dinheiro, convergindo receitas e despesas para compreender quanto pretende investir em cada ação ou área neste ano.

 

2) ESCOLHA UMA METODOLOGIA E APLIQUE-A

Quando falamos de planejamento financeiro, falamos em metodologias aplicáveis a todos os tipos de negócio, inclusive para micro, pequenas e médias empresas. O modelo de análise denominado 5W2H, por exemplo, é um deles. Neste caso, 7 perguntas irão guiar este método: o que será feito, quando, onde, como, por quem, por qual motivo e com que custo.

Outra ferramenta que também pode ser utilizada é a análise SWOT, que irá trazer quais são os pontos fortes e fracos da empresa através da observação. Para facilitar, ela pode ser resumida em: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, sendo analisadas de dentro para fora, e também de fora para dentro da empresa.

 

3) CONTROLE DE PERTO AS MOVIMENTAÇÕES E CORTE AS DESNECESSÁRIAS

Quanto mais controlado estiver a área financeira da sua empresa, mais crítico quanto à gastos e investimentos você será. Por isso, é essencial acompanhar de perto todas as receitas e despesas da empresa. Assim, além de ter tudo sob controle, ainda há a possibilidade de reduzirmos gastos irrelevantes ou repensarmos alguns investimentos hoje feitos no “automático”.

Isso tudo dará uma possibilidade maior de sucesso para negócios como o seu, que tem tudo para serem cada vez mais bem sucedidos!

Tags:
financeiro , mpme ,

Compartilhe:

Comente:

Voltar
Não perca tempo e
oportunidades para sua empresa